Acordes de Gaita – um guia prático

A gaita de boca é única entre os instrumentos de sopro, porque ela fornece acordes, juntamente com as notas individuais. Iniciantes geralmente tocam acordes, ou notas múltiplas por padrão, enquanto aprendem a tocar notas individuais (não é fácil no início). Acordes de gaita são ferramentas poderosas quando compreendidas, esse artigo descreve os mais comuns.

Acordes de gaita são usados frequentemente tocados na segunda posição (aqui está uma explicação sobre a segunda posição). E ainda, acordes dos 4 buracos inferiores são os mais tocados, geralmente apenas duas ou três notas. Seguem aqui os acordes de segunda posição. Maiores detalhes sobre o uso desses acordes podem ser encontrados em minhas aulas online de gaita no website Academia de la Harmonica.

Para descrever acordes de gaita de boca, a um guia simples é necessário. Ele consta de um número para indicar o buraco e "B" ou "D" para indicar B – sopro e D - aspiração. 4B significa soprar no buraco 4, 6D significa aspirar no buraco 6. Parênteses envolvendo um grupo de notas quer dizer que elas devem ser tocadas junto, como um acorde. Então, (1D 2D 3D) significa que essas três notas devem ser tocadas junto.

Uma gaita em C (Dó Maior) é utilizada para a segunda posição de blues em G, nós a utilizamos para esses exemplos. Uma boa característica da segunda posição é que as cinco primeiras notas de aspiração são todas do acorde G7, (geralmente) o acorde inicial para o blues em G.

Agora tente seguir os acordes.

(1D 2D) soando assim. Essa é a nota raiz e a 5ª do acorde G (para uma mente teórica), e dá um som enérgico apertado, ótimo para ritmos trepidados. Como você pode ouvir nessa faixa.

Agora abra a sua boca um pouco mais e toque os três buracos inferiores aspirando (1D 2D 3D), soando como a faixa abaixo. Perceba que o acorde soa mais cheio. Ele tem a raiz do acorde G (2D), a 3ª (3D) e o 5ª (1D). Ás vezes, esse som mais cheio funciona também, outras vezes um acorde mais simples (1D 2D) é melhor.

Agora mova a sua boca de acordo com um buraco e toque o acorde de três notas (2D 3D 4D). Ele possui as mesmas notas do acode G anterior, raiz (2D), 3ª (3D) e 5ª (4D). Como você pode ouvir, o some é mais claro porque o 4D mais agudo é substituído pelo 1D.

Experimente o acorde de 4 notas (1D 2D 3D 4D), soando assim. Aos meus ouvidos, essa versão do acorde em G é meio estranha, e é menos útil. Note ainda que os acordes vão soar um pouco diferente dependendo da afinação da gaita. Algumas gaitas estão afinadas apenas com a entonação, outros com o temperamento igual, os acordes soam diferente para essas respectivas afinações. A gaita de boca nos exemplos é uma Neil Graham diatônica personalizada em C, afinada apenas com a entonação. Se esses detalhes fazem os seus olhos brilharem, ouça esses exemplos. Os seus ouvidos guiarão você.

Por fim, tente o acorde de quarto notas (2D 3D 4D 5D). Esse é um acorde em G7, com uma raiz (2D), 3ª (3D), 5ª (4D) e 7ª (5D) e soa assim. Mais uma vez, aos meus ouvidos esse acorde soa meio sujo e desordenado, se comparado ao acorde de duas notas mostrado acima. Outros podem discordar de mim sobre isso, mas no fim das contas os seus próprios ouvidos vão escolher o que soa melhor.

Sopre acordes de notas de gaita

Todas as notas de sopro estão no acorde da afinação da gaita de boca (mais detalhes sobre notas na gaita estão aqui). Então, para uma gaita em C (Dó Maior) todas as notas e sopro vem do acorde em C. Para ouvi-lo, sopre os quatro buracos inferiores juntos, (1B 2B 3B 4B), o acorde em C resultante soa assim. As notas estão na raiz do acorde em C (1B), 3ª (2B), 5ª (3B) e a raiz de uma oitava superior (4B).

Agora tente (4B 5B 6B 7B), um acorde C uma oitava acima, soando assim.

Tente também (7B 8B 9B 10B), o acorde em C dos buracos 7 a 10.

Aos meus ouvidos, os dois acordes superiores são menos agradáveis que o dos 4 buracos inferiores. Vamos agora examinar as versões de dois e três notas dos acordes de buracos inferiores.

Experimente o acorde (1B 2B 3B), como esse

E depois o acorde (1B 2B), assim. Parecido com os homólogos de acorde de aspiração, o acorde de duas notas possui um som mais apertado e mais incisivo.

Finalmente, o acorde (3B 4B), que é assim. As notas são a 5ª (3B) e a raiz (4B) do acorde em C. Outra vez, um som apertado, que cai bem com ritmos trepidantes. O som do acorde final é parecido com o acorde (1D 2D), o que não surpreende, porque o último é a 5ª e a raiz do acorde G.

Os acordes aqui descritos são os mais utilizados para tocar na segunda posição. Outros acordes de gaita podem ser encontrados, porém eles são menos úteis (de acordo com o meu ponto de vista). As oitavas de gaita de boca também não são citadas aqui. Trata-se de importantes ferramentas para o seu desempenho.